sábado, 20 de fevereiro de 2016

Ao Espelho

E de repente chegas aos 
quarenta e tal anos 

e palavras como colesterol 
hipertensão astigmatismo 

começam a invadir a tua 
vida... Olhas para trás e 

o que vês? Uma pomba 
com uma das asas ferida 

condenada ao mais terrí- 
vel pedestrianismo 

Jorge de Sousa Braga, in 'Porto de Abrigo' 

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

O que.!!!!!!! Foi o Jonas que marcou o golo.????? Entao e' porque o Zenit, nao e' uma grande equipa.

Numa primeira avaliação dizer que esta vitória é sobretudo uma bofetada muito grande a todos aqueles que dizem, uns, e se deixam levar pelo que é dito, outros, que Rui Vitória só ganha a equipas mais fracas e que o Jonas só marca a equipas de menos valia. Ora, é precisamente aqui que eu quero focar o meu raciocínio. Perder com o Porto ou com o Sporting é sempre mau mas, cos diabos, tem de ser visto como um resultado possível e aceitável, dada a valia desses adversarios. Perder com o A Madrid ou o Zenit é o mesmo. Mas para a doutrina que corre nos média, nas redes sociais e nas mesas de café, isso é sinal de fraco, é um defeito. Ja perder com o União da Madeira, o Portimonense, o Feirense, o Famalicão, com o Arouca em casa, com o skerembeu (não sei se esta bem escrito), com o Kiev em casa, etc. ou seja, equipas de menos valia (e algumas delas de muito menos valia) isso já é normal, é acidente de percurso, é coisa de somenos, dados os sagrados objectivos que são, nada mais nada menos, Ganhar a Liga. E para se ganhar a LIga tudo se permite e desculpa. Ao Benfica é que não, porque o Benfica, aliás este Benfica, tem a arrogancia de querer disputar os jogos todos para ganhar, seja na Liga, seja onde for. E assim, vai perdendo alguns jogos, com certeza, e é natural que quanto melhor apetrechados estiverem os adversários, mais probabilidades tem o Benfica de perder. Não acham isto normal? Ou sou eu que estou errado? Pois, mas o mainstream do nosso futebol, a parvónia dos nossos comentadores, acha que não, acha que é anormal. Normal é perder com equipas fracas, seja em que prova seja, sair da LIga dos campeões por incompetência pura, ou nem nela entrar por pura incompetência, claro, desde que se ganhe ao Benfica.
Aqui chegando, e para terminar, dizer que já todos sabiam que para o Sporting não há honra maior do que ganhar uns joguitos ao Benfica e quando não o conseguem fazer nos jogos a doer, até os jogos da Taça de Honra têm sabor especialíssimo. Agora o Porto?, bem o Porto está a sportinguizar-se dia apos dia, tal é a alegria daquela nação por ter ganho um jogo ao Benfica mas mesmo assim continuar em 3º lugar e tendo o titulo como miragem, e perdendo jogos fáceis, muito fáceis, ainda por cima em casa, perdendo prestigio europeu (espera-se forte goleada amanhã), deixando-se ultrapassar pelo Benfica naquilo que tinha sido a sua melhor façanha dos ultimos anos que era ser o Porto o nosso melhor representante europeu.
Mas olhem que eu digo-vos isto porque é isto que eu vejo e oiço, é a alegria incontida dos portistas por já terem conquistado o seu campeonato: Ganhar uns joguitos ao Benfica. Viva, pois.

De resto, Rui Vitória mereceu esta noite europeia. Mereceu-a sobretudo porque a ama. É um benfiquista como muitos de nós, habituadinho a grandes noites europeias, a grande futebol de fino recorte, com sabedoria, calma e saber fazer. A nota artística vem no pacote. E as vitórias também.
Pode tardar mas o sucesso deste Benfica de Vitória não será uma derrota.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Os portistas dão-se muito mal com a evidência de verem os benfiquistas a darem os parabéns ao FCP por ter ganho um jogo ao Benfica, no Estadio da Luz, e que vale 3 pontos apenas. Preferiam que os mouros andassem pelas redes sociais a inventar paliativos para a dor, teorias da conspiração, que apupassem o treinador, que gemessem qual sodomizados contra a arbitragem e que achassem estar tudo errado. Os portistas não ficaram felizes por terem ganho um bom jogo de futebol porque têm a sua base genética assente na necessidade de humilhar. Por isso preferem postar fotos onde aparece o Maxi a espumar ódio de contentamento e ignoram as imagens, essas sim de relevo e a carecer de divulgação urgente, de dois putos adversários que se abraçam no final da partida, Rúben e Renato, dois dos principais baluartes da nova geração de futebolistas portugueses, que se conhecem, admiram e respeitam

 Não, amigos. Sosseguen. Os portistas são assim.

 Pela minha parte, não me custou nada esta derrota porque sabia que ela podia acontecer, porque vejo futebol há muitos anos para saber q, entre os grandes, não há vencedor antecipado e normalmente a equipa que está em pior forma acaba sempre por surpreender e ter sucesso no jogo. Mas isto foi um jogo de três pontos, cuja perda para nós, benfiquistas, representava apenas isso. 
Para vós, portistas, seria o dilúvio. Demo-vos a mão, convictos de que não há melhor nobreza do que vos vencer estando vós de pé...

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016





É isso, puto Gui. Grande prova de benfquismo a tua, que te
vejo nos estádios a sofrer e a vibrar pelo nosso clube, puto benfiquista que te
manifestas sempre que o Benfica joga, ora louvando as grandes vitórias, ora
chorando nas derrotas. Mas nunca, jamais apoucaste o nosso clube, nunca te vi
nada que pusesse em causa um funcionário, um treinador, um jogador, um
dirigente. És um de nós, benfiquistas que acordam todos os dias a pensar no
nosso Glorioso Sport Lisboa e Benfica. E a todos conquistaste, até os sítios
povoados  de escribas maldizentes do
nosso clube, que tudo aproveitam para o apoucar. Que não vibram nas vitórias
mas aparecem lestos nas derrotas e, pasma puto Gui, caem que nem patinhos em
todas as ratoeiras que os Records e as CVMTVs desta vida lhes atiram para os
olhos. E citam blogs andrades, sites verdes, artigos conspurcados de mentiras e
elogiam presidentes terroristas e, por fim, atacam ferozmente a nossa Direção, na
pessoa do Presidente Sr. Luis Flipe Vieira.
Mas tu, puto Gui, tu não és desses, tu tens a fibra dos
antigos, dos que andaram com tijolos a construir estádios, dos que se
levantaram sempre que o Benfica foi alvo das mais vis injustiças, desde a sua
fundação. Dos que viram os seus perder em campo e prometeram voltar e gritar
ainda mais. Dos que resistiram ao período negro começado com Damásio e que deu
um penta aos andrades, e um tetra e mais um...e nós sempre a apoiar, nós os de
60, a criar filhos e a dar-lhes o pouco que tinhamos para dar perante a
avassaladora enxurrada de vitórias dos rivais. Pois, nós, puto Gui, nós dávamos-lhes
a nossa alma, mais nada.


 E agora temos um
Benfica ganhador, na frente em tudo, respeitado e os putos de agora, puto Gui,
os putos de agora querem é ser do Benfica. Por isso agora é fácil ser do Benfica
mas tu percebes que há sempre um momento em que é preciso unir as forças, Tu percebes
que há sempre uma memória daquilo que foi mau para nós e que bem pode estar aí
à porta. E tentas unir-nos. E consegues. Bravo, puto.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016





Um belo dia fui ao cinema "sala bebé", no Porto, ver "Merry Christmas, Mr Lawrence" Num dia em que íamos ao cinema ver arte. A arte nunca morre. Good Morning, Mr. Bowie

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

"O Benfica quer sempre estar em primeiro. Essa é uma realidade e não a podemos esconder, era obviamente algo que não queríamos mas é a realidade e resta-nos lidar com isso. Vamos continuar o nosso caminho." NÃO AGUENTO MAIS ESTE DISCURSO....A SÉRIO!!!!