Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2007

a cantar as janeiras o ano todo!

O Sporting já tinha manifestado em bom tempo que a prioridade absoluta da SAD leonina é a Liga dos Campeões. Não se equivoquem todavia. Não se trata de ganha-la mas sim de ir até lá, fazer 6 joguitos e ir ao Banco contar o dinheirinho do apuro. Agora é Camacho, El Medroso, que o afirma, copiando o Sporting. Camacho não quer ser campeão. Quer ir á LiGa dos Campeões, provavelmente para lamber as botas aos grandes, como foi o caso na pretérita semana em Milão. Assim, Jesualdo bem pode manter a equipazinha azul de trazer por casa. Fica campeão, os adeptos do Porto, embora o detestem, acabam por tolera-lo, e o presidente continua assim a somar campeonatos sucesivos. O Benfica e o Sporting andam a cantar as janeiras na Europa. Para isso compram bandolins e cavaquinhos, e contentam-se com as dádivas caridosas das poderosas famílias do futebol europeu.

os senhores calam-se?

Hoje por hoje, há uma fauna de gente formada nas mais diversificadas disciplinas da coisa social que vêm a terreiro acusar os portugueses de incoerentes e outras coisas mais, que me falta léxico, sempre que o barómetro da veneração pública se altera. De cambada de imbecis. Isto notou-se com o caso Madeleine e o recentíssimo caso Scolari. O povo adorou o casal no momento em que este lhe disse que lhe tinham raptado uma filha, mas que é agora suspeito de afinal estar envolvido num crime de infanticídio qualquer e, portanto, o povo deveria ter ficado refém dessa adoração no passado e, asasim, não está permitido ao povo deixar de adorar o dito casal. O mesmo povo português incorre no mesmo crime de inteligência ao ter adorado Scolari no passado e, portanto, não pode achar mal nem censurar o dito treinador que acaba de esmurrar um adversário, estando ao serviço da nação e 90 minutos depois de se ter cantado o Hino Nacional. Só porque o adorou no passado! Ou seja, o povo não deveria ser ass…

coisas quase completamente despercebidas III

Acabou o Clube Scolari. Em dois jogos seguidos contra duas equipas acessíveis, o seleccionador repetiu o mesmo erro crasso: retirar do campo o avançado-centro, permitindo ao adversário deixar de ter preocupações defensivas e, consequentemente, libertar mais homens para conseguir superioridade numérica e o golo. Mas hoje tivemos mais qualquer coisa: Scolari agrediu um jogador sérvio. Uma vergonha! Adeus Scolari.

coisas quase completamente despercebidas II

Assim sim. Ontem tivemos uma selecção nacional na sua verdadeira dimensão. Até perdeu, vejam bem. Mas era uma selecção, era o que temos. Um hino, uma bendeira, uma nação. Não um clube. Estou fartinho de ver confundida a selecção nacional de futebol com um clube de futebol. Para clube tenho o meu Benfica e os meus amigos têm o Porto e o Sporting e o Dragões Sandinenses. Que eu saiba, o Dragões Sandinenses ainda nao contratou qualquer jogador estrangeiro. O Clube Portugal já tem dois, mesmo precisando de mais um que resolva. Talvez um nacionalizado ao serviço do Sporting possa dizer que resolve. Mas aquilo é um clube, não é uma selecção. Uma selecção é feita de jogadores de selecção...não confundir isto tudo com a SelecçãO DO READR'S dIGEST. nÃO E nÃO!

coisas quase completamente despercebidas

Cristiano Ronaldo chamou umas putas la pa casa, convidou uns putos amigos e divertiu-se. Eu se fosse puto e cheio de dinheiro e sem nada pra fazer para além de treinar e jogar futebol, provavelmente faria o mesmo. Só que as putas são sempre putas, e não consta que tenham algum código deontológico...como acontece no jornalismo, por exemplo.

Red Bull Race na minha cidade. Multidões a ver os aviões. Boa malha para a metropole do Porto. Não fui. Não me arrependi.