22 anos

No primeiro aniversário de casados, eles decidiram ir almoçar ao Porto. Era domingo e eles deixaram a filhota recém nascida em casa dos avós. Não faziam a mínima ideia do que era essa coisa, hoje cada vez mais rara, de celebrar o aniversário de casamento, por isso não se deram a romantismos nem a grandes complexidades na escolha do restaurante. Comia-se bem e pronto. De modo que logo a seguir ao repasto a decisão não demorou a chegar. "Vamos ver a menina?" E foram. Foram todos contentes a casa dos avós celebrar o amor.

E o nosso amor é isso mesmo. É a celebração constante do todo, dos filhos e dos que, como nós, os amam. É o levantar do chão quando algum de nós cai, é o curar das feridas que magoam, é rir bem alto de alegria, é estar junto e disponível mesmo que um de nós parta para longe. É amar mesmo quando se é fraco, é compreender, é perdoar, é resistir e é dar.

Amo-te.

Share/Bookmark

Comentários

k disse…
que bonito! até me vieram as lágrimas :')
beijo grande para os dois
Teresa disse…
sempre foram e continuarão a ser um casal modelo...
um beijo grande!
Teresa disse…
sempre foram e continuarão a ser um casal modelo...
um beijo grande!
Claudinha ੴ disse…
Parabéns Altino!
Aqui ainda estamos chegando aos 21 anos de casados, mas nesta semana completamos 27 de convivência!
Celebrar é preciso, são nossos passos no livro da vida!
jpt disse…
olha, o Altino é humano!

(bem sacado)

Mensagens populares deste blogue