despertares

Hoje despertei entranhado num apetite diferente. Comi bananas e nozes e bebi chá lúcia lima. Desalbardei Coltrane do leitor de CDs e lá voltei eu ao meu velho e grande amigo que me visita tantas vezes nestes dias de chuva. Sussurra-me coisas, este cabrão. Desafia-me a dançar de olhos fechados. E eu danço num balanço torto e deixo-me sorrir como se soubesse onde fica o lugar da felicidade.

Comentários

Claudinha disse…
Olá Altino, Jonh Coltrane em dias de preguiçosos de chuva? Tudo a ver!
Beijo

Mensagens populares deste blogue