António Sérgio,Everybody knows this is nowhere

António Sérgio deixou-nos. Muito será dito sobre ele, principalmente por tantos que começaram a ouvir rádio através deste colosso da música alternativa, como foi o meu caso. António Sérgio estava, digamos, retirado do grande espectro da rádio (a Radar é local) desde o dia em que a Rádio Comercial o despachou da "Hora do Lobo" que eu ouvia quase por instinto. Deixo como saudade um surpreendente momento de rádio só possível por vir de quem vem e que me levou a escrever aqui no meu food-ido o seguinte apontamento:

"Arrumei as coisas e fui até ao centro da cidade beber umas cervejas. Coimbra é uma cidade diferente das demais. E mais diferente fica quando a noite entra fora de horas e as esplanadas ficam repletas de uma população diferente, muito jovem e muito bebedolas. Fiquei ali, a beber e a fumar, em silêncio, muito quieto. Depois levantei-me de um salto, enfiei-me no carro e fui.
Ao chegar a casa, já a entrar na garagem, António Sérgio brindou-me com este "Cowgirl in The Sand". Parei o carro no meu lugar de garagem, subi o volume áudio e deixei-me estar ali a ouvir e a rasgar-me de prazer."

sexta-feira, 30 de Junho de 2006

Share/Bookmark

Comentários

Mensagens populares deste blogue