domingo, 27 de maio de 2007

conversas filiais

"Pai, ontem, no Parque da Cidade, uma miúda da minha escola dirigiu-se a mim e perguntou-me que idade tinha eu. Respondi-lhe que tinha 12 anos e ela pediu-me o número de telemóvel. Disse-lhe que não tinha telemóvel e ela desapareceu. Nunca me tinha acontecido uma coisa destas."

Pois é meu filho. Agora fiquei convencido de que já é altura de te oferecer um Yornzito, disse eu para comigo...

2 comentários:

maria_arvore disse...

Mas já não há vida para além dos telemóveis?... ;)

Amsilva disse...

pois parece impossivel mas é verdade, um bem quase indispensavel nos dias que correm... tambem posso ter um yorn??

Web Analytics