amália ou não amália I

(Amália, por Maluda, 1966)

No ano em que nasci ela era uma quarentona bem jeitosa. Depois não sei. Aliás a única canção de Amália de que gosto é uma que raramente é evocada, escrita por Carlos Paião e que fala de um Extraterrestre, talvez porque da Amália hoje o que realmente interessa explorar é a "elitização" do mito.

imagem pilhada aqui

Comentários

Dakota disse…
Há pessoas assim. Amam, amam-se e que nunca estão satisfeitas. Deve ser isso que faz delas geniais ... Será?

Amália
Maria Callas
Edith Piaf
Brigite Bardot
...
Sim, sem dúvida. Belos nomes e belas referências, embora as minhas referências femininas sejam mais Nina Simone, Abbey Lincoln, Janis Joplin,Peggy Lee...:)

Mensagens populares deste blogue