regressos

Vila Nova de Gaia. De regresso a casa, saúdo o frio que me brindou com uma leve dor de garganta. No Norte sofre-se muito da garganta, ou por que se fala de mais ou porque se sente o frio em demasia.
E entretanto amanha, dia 20, é Carnaval. E é o dia do meu aniversário (e de Kurt Cobain que foi mais inteligente do que eu suicidando-se desta merda toda).
O dia em que eu farei quarenta e um anos sem ter culpa alguma disso. E serei sempre inocente de fazer anos enqunto me sentir salvo pelos meus lindos cachos, pelo meu olhar de puto meigo e pelos os meus belos lábios que foram desenhados por um deus do Olimpo, disse-me uma vez certa pessoa. Fazer quarenta e um anos não pode ser o mesmo que andar para trás indo para a frente. Não senhor. Fazer quarenta e um anos pode e deve ser entendido como uma pequena etapa desta eterna juventude que me preenche.

Comentários

maria_arvore disse…
Como já passa da meia noite, posso dizer-te MUITOS PARABÉNS!

( e para é que os contas?... só os outros é que valem a pena ;)
Lá estás tu a narcisar! (Uh... Esqueceste-te do nariz.)
Um feliz aniversário para ti!!

Mensagens populares deste blogue